quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Polícia cumpre mandado de prisão contra acusado de roubos em Parnaíba

Por meio de um mandado de prisão preventiva, expedido pela Juíza de Direito da 1ª Vara Criminal de Parnaíba, Dra. Maria do Perpétuo Socorro Ivani de Vasconcelos, a Polícia Militar, através do Serviço Reservado, em parceria com a Polícia Civil conseguiu prender na tarde desta quarta-feira (22/10) por volta das 13h30min, José Airton de Souza, de 25 anos, mais conhecido como “Sulin”.
De acordo com informações da Polícia, a prisão do procurado da justiça aconteceu em sua própria residência, localizada na Rua Rosápolis, no Bairro Rosápolis, em Parnaíba, nas proximidades do quartel do 2º Batalhão de Polícia Militar do Piauí. No momento da operação policial, “Sulin” ainda conseguiu fugir, mas foi capturado em um matagal. Na companhia dele, os Policiais ainda conseguiram prender Paulo Sérgio Vieira Rodrigues, de 20 anos, mais conhecido como “Paulo Carcunda”, que também está sendo investigado.
“O Sulin é investigado por participar de uma quadrilha de assaltos, arrombamentos e outros roubos em Parnaíba. A Juíza expediu o mandado de prisão dele, e hoje conseguimos localizar e prendê-lo. Para as Polícias Militar e Civil, essa prisão é muito importante, pois estamos retirando de circulação um indivíduo bastante perigoso”, afirmou o Major Costa Lima, comandante do 2º BPM.

Com eles, os Policiais apreenderam um revólver calibre 38 com cinco munições intactas, bem como alguns pássaros silvestres. De acordo com a Polícia, a dupla presa compõe um grupo de criminosos que realizam vários furtos e roubos qualificados na cidade. Os investigados e o material apreendido foram levados para a Central de Flagrantes de Parnaíba, localizada no Bairro São Benedito. José Airton deve ser encaminhado em breve para a Penitenciária Mista de Parnaíba Juiz Fontes Ibiapina.
sulin02
sulin07

Homem persegue ex-mulher e amiga, mata uma e deixa a outra ferida no PI

Mulher ferida foi atendida e encaminhada para o HUT em Teresina (Foto: CampoMaioremfoco)
Mulher ferida foi atendida e encaminhada para o HUT em Teresina (Foto: CampoMaioremfoco)
Uma mulher morreu e outra ficou gravemente ferida no Povoado Santa Izabel, na cidade de Campo Maior, a 78 km ao Norte de Teresina por volta das 14h desta quarta-feira (22). De acordo com o agente da Polícia Civil, Francisco Alcântara, um homem inconformado com o fim do relacionamento com uma das mulheres teria perseguido, derrubado as duas, na queda a professora Adriana Tavares Vale, morreu após quebrar o pescoço e a outra foi esfaqueada.

“A professora estava com a ex-mulher do suspeito em uma motocicleta, ele perseguiu as duas e com o pé conseguiu derrubá-las e na queda a professora morreu na hora, pois quebrou o pescoço, já a ex-mulher do suspeito ainda tentou correr, mas foi alcançada e esfaqueada pelo menos sete vezes, nas costas, pescoço e rosto”, afirmou.

IML remove corpo de lavrador na zona rural de Buriti dos Lopes; causa da morte ainda é desconhecida



Ao final da manhã de hoje(22), o IML de Parnaíba removeu o corpo do lavrador identificado pelo nome de Antonio José Rodrigues de Carvalho, de 26 anos, que residia na localidade Nazinlândia, zona rural de Buriti dos Lopes.

De acordo com um boletim de ocorrência registrado nessa manhã de hoje(22) na delegacia daquela cidade, por Domingas Carvalho, mãe da vítima, relata que seu filho saiu de casa por volta das 05hs do dia 21/10, para trabalhar no lugar denominado Desafio, e que teria trabalhado até as 09hs, sendo visto posteriormente, as 10hs, na localidade Morada Nova, situada as margens da BR 343, e que esperou seu filho em casa até as 17hs do mesmo dia, momento que começou a procura-lo, se estendendo até ao final da noite, quando na manhã seguinte, foi informada que seu filho teria sido localizado por populares no meio ao matagal, já sem vida, numa distância de aproximadamente 6km da BR 343, nas imediações do povoado Morada Nova.

A causa da óbito ainda não foi informada, somente após o corpo ser periciado pelo médico legista da policia, é que poderá saber a real causa que levou a morte do lavrador.

Parnahyba perde inscrição de edital, atrasa energia e recebe aviso de corte

Clube Azulino passa por momento delicado financeiramente, chegando ao ponto de ter a energia cortada por falta de pagamento: "Não tem como pagar", diz presidente

Batista afirma não saber mais a quem recorrer
ameaça entregar o cargo(Foto: Abdias Bideh)
A situação financeira do Parnahyba parece mesmo não ter melhorado. A mais nova notícia é de que o clube agora deve ficar literalmente no escuro. Isso mesmo. Com as contas no “vermelho” e três talões de energia em débito, o clube recebeu na última semana um aviso de corte, o que deixaria a sede do Tubarão às escuras. O fato foi comunicado pelo próprio presidente, Batista Filho, que há algum tempo vem ameaçando deixar o cargo alegando falta de recursos para manter o clube. De quebra, Batista ainda deixou de inscrever o clube no edital da prefeitura que beneficiaria o Azulino do litoral em R$50 mil mensais. Segundo o presidente, o valor é muito baixo e não resolveria em nada os problemas de caixa.

- Não pleiteei o edital porque é uma humilhação para um time que desde 2003 recebe 400 mil reais receber só 50 mil, não cobre nenhuma dívida e resolvi não mandar o projeto. O time corre o risco, provavelmente, não disputar o estadual do próximo porque as contas desse ano ainda não fecharam, inclusive, recebi hoje o segundo aviso de corte de energia e não tem como pagar, então vai ser cortada –contou Batista.

Sefaz lança edital para Analista do Tesouro e Auditor Fiscal

Foi publicado nessa terça-feira (21) o edital do Concurso Público para provimento de vagas de Analista e Auditor Fiscal da Secretaria da Fazenda. Ao todo, são oferecidas 22 vagas, 11 para Auditor e 11 para Analista (duas vagas para portador de deficiência, uma vaga reservada para cada cargo), e o certame tem como entidade organizadora a Fundação Carlos Chagas. O valor das taxas para se inscrever são de R$ 135, para Analista do Tesouro, e R$ 180 para Auditor. As inscrições poderão ser realizadas exclusivamente pela internet, no site da FCC,  a partir do dia 27 de outubro e se estenderão até 02 de dezembro. As remunerações são atrativas: R$ 11.020,91 para Auditor da Fazenda Estadual e R$ 8.088 para Analista do Tesouro.


“Com o certame, esperamos suprir a nossa necessidade de material humano para desempenhar muito mais ações na área de Auditoria Fiscal, que ampliem a nossa arrecadação, especialmente quanto ao monitoramento de contribuintes. Também nos ocorre que existia vagas em vacância e o quadro da Administração Financeira estaria muito resumido frente às nossas necessidades para ampliar a efetividade do controle da Administração Pública.”, destacou o Secretário da Fazenda Raimundo Neto Carvalho.

Temporal e chuva de granizo causam estragos no sertão do Piauí

Temporal destruiu o telhado de algumas residências na cidade de Pio IX (Foto: Clediomar Sousa/Blog Lagoa do Rato)
Temporal destruiu o telhado de algumas residências na cidade de Pio IX (Foto: Clediomar Sousa/Blog Lagoa do Rato)
A paisagem típica do sertão piauiense com seu sol escaldante, altas temperaturas e baixa umidade sofreu mudanças que causaram estranheza para os moradores de alguns municípios do estado. Os populares das cidades de Fronteiras, a 400 km ao sul de Teresina, e Pio IX, a 434 km, foram surpreendidos por uma tempestade seguida por chuva de granizo que provocou vários estragos. Placas foram arrancadas e tetos de algumas residências ficaram destruídos. Veículos estacionados pelas ruas também ficaram danificados.
Chuva de granizo surpreende populares do semiáriodo piauiense (Foto: Clediomar Sousa/Lagoa do Rato)Chuva de granizo surpreendeu populares do
semiárido (Foto: Clediomar Sousa/Lagoa do Rato)
Na capital, a chuva da noite de terça-feira (21) atraiu a atenção para estes fenômenos climáticos, que parecem intensificar-se no mês de outubro, segundo a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos. A chuva de granizo e os ventos fortes registrados no sertão na tarde de segunda-feira (20) podem se repetir.
Apanhados de surpresa com a chuva de gelo, os populares do semiárido piauiense relatam o espanto e os estragos provocados pela natureza. De acordo com blogueiro residente na cidade de Fronteiras Clediomar Sousa, os moradores não acreditavam no cenário que viam, e que os estragos só não foram maiores devido ao tempo que durou a tempestade.

URGENTE: Casal vítima de acidente de trânsito precisa de ajuda



Familiares do lavrador Francisco de Assis de Sousa, conhecido como 'Pantico', de 42 anos e de sua esposa, a dona de casa Srª Santana Gomes da Silva, de 39 anos, vem lutando incansavelmente com a ajuda de amigos para cuidar do casal que se encontram imobilizados e internados em hospitais depois de serem vitimas de um acidente de transito ocorrido na estrada que liga Cocal à Santos Hilário, no dia 09 de outubro deste ano.


A senhora Santana está internada no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), onde aguarda pelo SUS (Sistema Único de Saúde) para passar por uma cirurgia na perna esquerda, fraturada em três lugares e uma cirurgia na bacia. De acordo com informações de familiares, o valor das cirurgias da Srª Santana em um hospital particular chega a uma quantia de mais de R$ 60.000 (sessenta mil reais). Devido a gravidade dos ferimentos, Dona Santana está muito debilitada e sua principal alimentação é água de coco.

O senhor Francisco está internado no Hospital Estadual Dirceu Arcoverde em Parnaíba, onde passou na ultima sexta-feira (17), por uma cirurgia no fêmur da perna esquerda e na tarde desta terça-feira (21) por uma cirurgia no braço esquerdo. Ele também está se recuperando de uma perfuração no pulmão e de uma hemorragia interna, ocasionados pela fratura de cinco costelas. Enquanto isso, Francisco segue internado sem previsão de receber alta.

Amigos e familiares estão se dividindo entre trabalhar e cuidar do casal, que neste momento difícil precisa de cuidados constantes. A família que é de origem humilde faz um apelo à população para que os ajudem financeiramente com qualquer quantia, pois o gasto está sendo muito alto com fraldas, água de coco, alimentação dos acompanhantes e demais despesas.

Interessado em ajudar, por favor, deposite qualquer valor na Conta poupança da senhora Francisca das Chagas dos Santos, irmã da senhora Santa, segue os dados abaixo:

Poupança do Banco do Brasil: 13.806-1

Agencia: 1.777-9
Titular: Francisca das Chagas dos Santos.
Fonte:Portaldocatita

Bolsa Família: uma estratégia de poder que aprisiona e humilha!!! (*)


A Fundação Getúlio Vargas (2001) adotando como critério uma renda de R$ 60,00 per capita como definidor da Linha de Pobreza, calcula que 35% da população brasileira vivem em extrema pobreza, equivalendo 57,7 milhões de pessoas, sendo as Regiões Norte e Nordeste as de maior concentração da pobreza extrema, abrigando 13,8 milhões de pessoas nessa situação.
É neste cenário que surgem os programas de transferência de renda. O presidente Fernando Henrique Cardoso lançou em seu governo uma série de benefícios que visavam dar proteção social aos mais pobres: vale alimentação, vale gás e bolsa escola.
Na oposição, Luis Inácio Lula da Silva dizia que esse programa era humilhante, mantinha a dependência econômica financeira e social. “Lamentavelmente uma grande parte da população brasileira é conduzida a pensar pelo estômago e não pela cabeça, é por isso que se distribui tanta esmola por que isso na verdade é uma peça de troca em época de eleição. E assim você despolitiza o processo eleitoral, você trata o povo mais pobre da mesma forma com que Cabral tratou os índios quando chegou ao Brasil”.
No entanto, Lula ao assumir a presidência em 2003, implantou o Fome Zero, unificou os programas de FHC e transformou-os no conhecido hoje “Bolsa Família”.
Possui três eixos principais: a transferência de renda promove o alívio imediato da pobreza; as condicionalidades reforçam o acesso a direitos sociais básicos nas áreas de educação, saúde e assistência social; e as ações e programas complementares objetivam o desenvolvimento das famílias, de modo que os beneficiários consigam superar a situação de vulnerabilidade.
Ocorre que nestes quase 12 anos de poder o PT focou apenas o primeiro eixo. Dos iniciais 5 milhões de beneficiários do governo FHC, hoje, cerca de 45,8 milhões de pessoas recebem o benefício do Bolsa Família, algo em torno de 25% da população brasileira. Garganteado como feito histórico!
Interessante é que o PT que questionou e denunciou essa forma de enganação, hoje, vê a mascarada política de assistência social sob a ideia de que está tirando as pessoas da miséria, como estratégia maior do seu projeto de permanência no poder. Vide os esforços para reeleição de Dilma Rousseff.
Ninguém discute a importância de se distribuir renda, especialmente na cruel situação de extrema pobreza em que boa parcela da sociedade ainda vive. As pessoas precisam comer. Mas só comida? Ou a gente quer diversão e arte? Ou a gente quer ser um cidadão? (música “Comida” dos Titãs).
A lógica incorporada pelos “companheiros” é manter a política de dominação que é secular no Brasil. Como já cantava Luiz Gonzaga há mais de 60 anos passado: “uma esmola a um homem que é são ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão”. Lula cantava isso também, mas agora...
Tirando o prato de comida que chega à mesa de milhares de pessoas Brasil afora, o que fica? O atual formato do Bolsa Família não emancipa, é preciso que os beneficiários produzam sua própria renda, sem depender do poder público nem correr o risco de retornar à miséria. Esta era a lógica do programa. Mas, o seu terceiro eixo não foi levado a sério. O governo deveria estar promovendo ações que permitissem aos beneficiários superar a situação de vulnerabilidade. Onde o PT quer chegar com tanta dissimulação?
Frei Betto, ex-coordenador do Fome Zero – que deixou o governo Lula em 2004, por não concordar com os rumos da política petista na época – afirma que o PT, ao manter o benefício do Bolsa Família por tempo indeterminado, garante a fidelidade dos mais pobres que retribuem o benefício por meio do voto.
Qual a cultura que se pretende promover à sociedade? Dar migalhas? Humilhar as pessoas? Depois discursar dizendo que foi o “pai” ou a “mãe” do programa social que deu comida a quem tinha fome? A verdade é que o atual governo não tem promovido a dignidade humana. A educação não tem sido prioridade, nem tampouco a saúde. Somente se investe em programas sociais que permitem a dependência.
Lamenta-se que o PT conduz de forma vil um importante programa social. Usa-o de forma eleitoreira. Sim, eleitoreira! Pois o Bolsa Família é incompleto, imperfeito, insuficiente e assistencialista. Perdeu-se o caráter emancipatório da sua concepção inicial para o caráter compensatório, em função de um projeto político, que não é a emancipação brasileira, mas a permanência no poder, na medida em que esses beneficiários são aterrorizados a votar em candidatos petistas sob pena de perder o benefício, é o que diz os pobres beneficiados: “se for outro candidato (não petista) vai acabar o Bolsa Família”. Coitados!!!
A forma dissimulada de aprisionar o voto que tanto o PT combateu, está fortalecida na ideia do Bolsa Família, que nada mais é do que uma forma sofisticada de manter encabrestado um povo que não tem quem lhe defenda e que não tem a menor ideia do que está por trás desta política perversa. Oh povo maldoso! Alma e lama têm as mesmas letras, porém significados diferentes!!!

(*) Fernando Gomes, sociólogo, eleitor, cidadão e contribuinte e parnaibano.

Força Tática apreende 27 trouxas de maconha no São Vicente de Paulo em Parnaíba; um jovem foi em cana

Policiais militares do grupamento de motos da Força Tática de Parnaíba, faziam uma ronda de rotina por volta das 21hs 30 dessa terça-feira(21), no São Vicente de Paulo, quando avistaram um sujeito de atitude suspeita no interior de uma praça daquele bairro, momento que fizeram uma abordagem no mesmo e após uma vistoria pessoal, foi encontrado dentro da cueca do investigado, 27 trouxas de maconha.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Presos comem em sacos plásticos na Penitenciária Mista de Parnaíba


Internos da Penitenciária Mista de Parnaíba (a 354 km de Teresina), no Piauí, estão se alimentando em sacos plásticos em vez de vasilhas ou pratos. Sem talheres, presos se alimentam com as mãos e mostram a precariedade da unidade prisional. A denúncia é do Sinpoljuspi (Sindicato dos Agentes Penitenciários), que registrou o problema em videos e fotos na semana passada.

Esta é a segunda vez que refeições servidas a internos do sistema prisional do Piauí são flagradas em sacos plásticos. Em agosto de 2012, presos da Penitenciária Major César de Oliveira, localizada em Altos (região metropolitana de Teresina), estavam recebendo refeições em sacos plásticos reaproveitáveis.
Segundo o Sinpoljuspi, pelo menos mais da metade dos presos está recebendo as refeições em sacos plásticos. "Com o uso diário e o tempo, o plástico dessas vasilhas endurece e se quebra. A Sejus [Secretaria de Estado de Justiça] não está repondo e disponibiliza sacos plásticos para as refeições serem distribuídas", disse o presidente do sindicato, Vilobaldo Carvalho, destacando que não é somente os presos da triagem que recebem a alimentação em sacos plásticos. "Não vimos nenhum tipo de talher sendo distribuído, ou seja, os presos se alimentam com as próprias mão. É inaceitável, é um desrespeito ao ser humano", completou o diretor administrativo do sindicato, Kleiton Holanda.
Superlotada
A penitenciária de Parnaíba tem lotação para 136 presos, mas está com 479, mais três vezes mais que a capacidade para custodiar presos. O sistema prisional do Piauí possui 3.500 presos.
O superintendente de administração penitenciária do Piauí, Wellington Rodrigues, informou que o Estado está adquirindo um lote de 2.500 vasilhas para suprir a necessidade dos internos do sistema prisional, mas que "está com dificuldades na aquisição por conta da quantidade que está indisponível no mercado".
"Compramos 5.000 vasilhas em abril e estamos com a liberação de mais 5.000, porém já tentamos comprar de imediato e não tem essa quantidade disponível. Por conta disso estamos adquirindo emergencialmente 2.500", disse Rodrigues.
O superintendente atribuiu o "sumiço" das vasilhas aos agentes penitenciários que "não recolhem as vasilhas e deixam os presos queimarem para fazer fogo e café dentro das celas".
O Sinpoljuspi rebateu afirmando que as 5.000 vasilhas entregues foram de material descartável, tipo "quentinha", e já acabou. O sindicato também respondeu que não há descontrole em recolher as poucas vasilhas de plástico que ainda restam na penitenciária de Parnaíba.
"Nenhum preso quer comer em saco e tem cuidado com a sua vasilha, porém devido ao uso o material se quebra", destacou o sindicato.

Confira mais informações na reportagem completa do UOL
Editor: Redação | Fonte: Aliny Gama / UOL, em Maceió